Publicado: 22/04/2020

Qual é a posição ideal?

É importante dizer que não existe uma teoria que seja a regra. Existe a visão do Iyengar, a visão do Ashtanga, a visão do seu instrutor de Yoga que já pratica há anos e fez outros cursos, a do instrutor novato que vai no feeling e tem bons resultados, tem a visão do professor de educação física, do fisioterapeuta, do ortopedista…

Aqui no Yoganatomia vamos trazer uma visão integrada para o estudo da anatomia, fisiologia e biomecânica, com base na Fisioterapia, Osteopatia, Medicinas Tradicionais e todas as informações relacionadas aos asanas do Hatha-Yoga para que você se torne apto a adaptá-los à sua prática pessoal e ao seu aluno.

QUAL É A POSIÇÃO IDEAL?

Basicamente é aquela em que você não sente desconforto, não sobrecarrega suas articulações, consegue respirar no Asana e, acima de tudo, é aquela na qual você consegue meditar no Asana. Isso é importantíssimo!

Imagine: você está praticando e sente um músculo que está alongando demais e que parece que vai rasgar. Mas você pensa: “Vou permanecer mais um pouco para ir além! Eu consigo…” Daí machucou! Lá se vão meses sem praticar Yoga e ainda sentindo dor todo dia. Esses extremos são críticos. Por outro lado, você fazer um Asana numa posição que não seja exagerada dificilmente trará lesões.

Não estou falando de fazer pouquinho ou fraquinho demais. Estou me referindo a ajustes que podem aperfeiçoar a prática e ao bom senso para não se desviar do objetivo real do Yoga. Lembra? Sentar-se para meditar.

Considerando o estilo de vida que a gente leva, vai precisar alongar muito, fortalecer bastante, equilibrar, praticar yamas e niyamas, entre tantas outras coisas. Vai ter que limpar os nadis, mudar a alimentação… Complexo o Yoga. Então, a posição do dedão, na visão da biomecânica, é importante para ajustar seu corpo a buscar-se perfeito, adamantino. Quanto mais alinhado, mais próximo o seu corpo se encontrará para enviar informações corretas através do Sistema Nervoso, perfundir melhor o sangue, fluir o prana em seus nadis, alcançar uma fluidez pura.

Postura e Alinhamento

Para começar a falar de alinhamento, é importante compreendermos primeiramente o conceito de Postura.

Postura é a adoção de um posicionamento de nosso corpo que gera o menor gasto energético para mantê-lo por um determinado período de tempo. Considerando a postura em pé, numa vista lateral como na postura da Montanha (Tadasana), pode-se observar o alinhamento entre a orelha, o ombro, o quadril, o joelho e o tornozelo.

Na posição simétrica, onde as tensões estão equilibradas em ambos os lados, a coluna obedece a um eixo vertical e retilíneo. Se for colocada em posição assimétrica, gera uma cadência de compensações intrincadas, modificando, inclusive, a posição dos olhos e a forma com que enxergamos.

Postura é adoção de um posicionamento de nosso corpo que gera o menor gasto energético para mantê-lo, por um determinado período de tempo.

Os órgãos têm os seus devidos lugares, os vasos sanguíneos devem estar em sua plena perfusão e funcionalidade. A circulação do sangue e a respiração numa dinâmica adequada. Se o corpo tiver um bom alinhamento, você permite e favorece que todo o organismo se comporte a partir de sua fisiologia divinamente planejada.

Todos temos as nossas compensações. Era pior antes do Yoga. E talvez não seja possível retornar seu corpo para um alinhamento perfeito, uma vez que ele próprio, por sua natureza, não é simétrico. O coração pende para o lado esquerdo, o fígado é um órgão imenso do lado direito… As coisas tendem a se equilibrar. Mas, se podemos fazer algo nessa direção, e a prática de Asana e do Yoga como um todo nos permite isso, então podemos nos aperfeiçoar nesse caminho. Com boas orientações e ajustes finos, o praticante de Yoga terá ganhos imensos com a prática dos Asanas, em sua postura, dores, em sua consciência corporal, vida emocional, processos mentais e, por fim, na sua saúde integral.

Aliando a compreensão de como o corpo e o organismo são organizados podemos ter um maior aproveitamento da prática, tanto no tapetinho, quanto nas posturas e movimentos diários que realizamos.

Vamos juntos continuar percorrendo esse caminho? Me acompanhe aqui e no Instagram!

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments